Testemunho: Valdir, o homem que fala sem língua

     Valdir, o homem que fala sem língua
    
     Por: Eneias E. S. Nogueira
     eneiasantista@bol.com.br 
   Jesus Voltará São Paulo/SP
         Se você não teve oportunidade de vê-lo pessoalmente, confira na foto. Não tem língua. Quando o evangelista Valdir de Souza, mais conhecido como homem sem língua, dá seu testemunho nas Igrejas, desperta a atenção de muitos. Centenas de pessoas podem apreciar de perto o grande milagre operado por Senhor Deus.
    Alguns duvidosos diziam: - Como pode falar se não tem língua? É algo inexplicável! Segundo a medicina, um homem não pode falar sem que haja língua. Segundo Cristiane Tavares ? fonoaudióloga, a articulação dos fonemas precisa da língua. Uma pessoa sem língua só poderia emitir sons bilabiais, fonemas vocálicos ou seja, sons que se pronunciam independente da língua. Assim mesmo haveria uma alteração fonética. Os sons seriam incompreensíveis para grandes massas.
Maria G. da Silva também fonoaudióloga, fala: a musculatura da língua precisa estar íntegra para a articulação. A pessoa sem língua poderia somente balbuciar ou emitir sons. Porém não teria condições de articular fonemas. Ou seja, pronunciar palavras. Sem dúvida alguma, para a medicina não há possibilidade de uma pessoa falar sem ter língua. A Bíblia afirma que as coisas que são impossíveis aos homens, são possíveis a Deus. Veja a situação em que Valdir chegou e como Deus operou milagrosamente.
Valdir de Souza era viciado em drogas há mais de 12 anos. Na madrugada do dia 28 de maio de 93, marcou um encontro com seus colegas em sua casa para mais uma noite de bebedeira. Naquela madrugada, embriagaram-se e drogaram-se até que Valdir começou a passar mal. Seu coração começou a bater forte e com movimentos taquicardíacos. Nisso sua língua adormeceu e enrolou para dentro da garganta.
     Ele conta que pediu ajuda aos seus colegas, porque já estava ficando sufocado. Apavorados, um deles tentou puxá-la para fora e, como não conseguia sustentá-la, segurou-a com sua própria boca, prendendo-a entre os dentes e cortou-a na metade.
As forças se acabaram e Valdir sentiu-se separado do seu corpo, e que seu espírito se dirigia para as trevas caminhando para o abismo. Ao vê-lo desmaiado, seus amigos o levaram para o Hospital Municipal do Tatuapé, onde teve sua língua completamente amputada pelos médicos. Desenganado pela medicina sem poder falar recebeu a visita de sua mãe que lhe falou sobre Jesus Cristo. Ele fez um voto com Deus: que ao sair do hospital iria a uma igreja. Assim fez. Pegou uma Bíblia emprestada e foi. No momento em que era feita a oração pelos dons espirituais, foi à frente. Na oportunidade aceitou Jesus Cristo como salvador de sua alma.
     Durante a oração pediu a Deus para que parasse de babar, voltasse a sentir paladar e que passasse a falar novamente. Segundo suas palavras, naquele momento a unção do Espírito Santo desceu sobre aquele lugar. Sentiu como se estivesse flutuando e uma língua invisível começou a bater de um lado para outro em sua boca. Comecei a falar (disse ele) em línguas estranhas e a primeira palavra que pronunciei foi uma glorificação a Deus. Hoje falo, alimento me normalmente, sinto paladar e paz completa com Deus.
     O Evangelista Valdir tem viajado por vários estados brasileiros e testemunhou em 80 países o que Deus fez em sua vida.

           Você se sentiu tocado ao ler este testemunho ?
           ENTÃO COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO
         E ESTAREMOS ORANDO NO MONTE POR VOCÊ

0 comentários:

Postar um comentário

Adicionar esta notícia no Linkk